sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Entre a superação e a esperança





"Todos os dias quando acordo não lembro mais do tempo que passou..." Seria uma maravilha poder apagar da nossa mente aqueles assuntos que machucam e fazem sofrer. Seria maravilhoso guardar só os acertos, as conquistas, os momentos de carinho recebido e que fomos felizes de verdade. Mais o que seria de nós sem os erros? Será que daríamos tanto valor as nossas conquistas, ou a trataríamos como meras coadjuvantes de uma vida marcada pelo tédio de se ter tudo do jeitinho que a gente quer. Estou me permitindo errar mais e arriscar um pouco... Tenho percebido o quanto as regrinhas impostas pela decepção nos impede de traçar novos rumos. Estou igual criança que ta aprendendo a andar de bicicleta e se rala se machuca mais mesmo assim vai lá e tenta de novo. Ainda uso umas rodinhas em certos momentos, mais percebo que o mais gostoso é quando me esqueço delas e pedalo livremente pelas ruas da vida e deixo o vento tocar meu rosto. As marcas dos tombos ainda estão aqui na pele, na alma... Mais as cicatrizes ficam ainda mais feias se a gente ficar tentando arrancar os cascões. É melhor cuidar das feridas da forma melhor possível e depois simplesmente deixar elas mesmas irem se cicatrizando. E é assim que to fazendo... Vivendo cada coisinha de uma vez... E curtindo cada etapa. E o mais gostoso disso tudo é me deparar com momentos em que a superação esta presente. Momentos em que me percebo sorrindo de novo, conquistando novas amizades, retomando meu espaço ou simplesmente me delicio com as coisinhas mais bobas desta vida... A delícia que é viver... E a parte mais gostosa disso tudo é perceber que o nosso coração é mais forte do que pensamos. Que ele continua batendo todo descompassado por aquela pessoa especial... Justamente na hora que você mais julgava impossível acontecer de novo. Talvez não consigamos esquecer o que passou mais podemos sempre reescrever nossa história, recomeçar, resignificar e assim quem sabe construir novas lembranças que valam a pena jamais serem esquecidas... É como diz a canção...

"Viver e não ter a vergonha de ser feliz. cantar e cantar..." É a parte da esperança contida neste poeminha que escrevi a um tempo atrás...
UTOPIA Um dia será possível acreditar no sonho perdido no labirinto da vida. Algo que destrói a essência e o desejo de sermos felizes e apenas nós mesmos. O desejo de ser amado e de amar, sem medo daquilo que somos e queremos ser.Sem medo daquilo que desejamos e esperamos.Algum dia... Poderemos ser simplesmente humanos e ter a coragem de enfrentar o amor. Vivendo cada instante na certeza de que nada supera a realização de um encontro. De que nada é mais belo que o brilho de um olhar sincero. De que somos muito mais que carne, muito mais que a razão. Que teima em determinar as realizações de nosso coração. Algum dia descobriremos Que poderíamos ter sido menos covardes Que poderíamos ter sido mais fortes Que poderíamos ter esperado um pouco mais Neste dia quem sabe possamos perceber. Que o que o outro diz não é sempre tão importante. Porque a voz que mais pulsa pela nossa felicidade é a voz do coração. E assim veremos que tudo podia ter sido diferente. Que tudo podia ter sido mais fácil. Que os nossos olhos podiam ter enxergado novos horizontes. E aqueles sonhos aqueles que nos fazia esperar pelo encontro. Poderiam ser a realidade de nossas vidas Pois o labirinto que nos cerca e amedronta Pode ser a possibilidade de encontrar novos caminhos E fazer novas descobertas. Pode Parecer UTOPIA mais eu não perco as esperanças...JAMAIS! E gostoso demais voltar a ter esperanças...

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Não deixe de comentar e participar dando sugestões, indicando receitas, etc.!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...