segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Príncipe encantado, Maquiavel e brigadeiro de panela.






Vi esta imagem circulando no facebook e não resistir a escrever sobre o tema. Primeiro para falar um pouco desta história para boi dormir de “Príncipes Encantados”. E por falar em príncipes estou lendo “O Príncipe” de Maquiavel estes dias e percebendo que pensando como ele os príncipes não tem nada de fofos, pelo contrário. Para conseguir dominar um estado, se manter no poder e garanti que este estado não seja invadido ele tem que usar de uma tão “virtú”, que não é nada parecido com virtude e com tal da “fortuna” que não tem nada a ver com ganhar na mega-sena da virada. Ou seja, ao pé da letra e no bom e velho português o príncipe tem que ser “malandro”, queridos leitores! (Algo em comum com a realidade atual?). 

Assim, o bom príncipe nas página de Maquiavel é aquele que sabe usar das amizades e das pessoas sabendo a hora de descartá-las e de mantê-las sobre suas asas, é aquele que sabe usar da astucia e sagacidade, sabe se antecipar e usar de artimanhas para se manter no poder, sabe quando deve se fazer de bonzinho e bajular o povo e sabe a hora de castigar-lo. Este queridíssimo para Maquiavel é aquele que reconhece a alma desejosa humana e por conhecê-la pode estudar o passado e aplicar os remédios utilizados anteriormente pelos outros governantes para curar as doenças, as desordens, etc. 

Mas não era sobre Maquiavel que eu gostaria e sim dos “Príncipes encantados”. Ops! Até na bendita história e filosofia estes seres mitológicos não existem, quanto mais! Vamos acordar para realidade, homens e mulheres nada têm de encantamento a não ser aqueles que quem os ama os atribui! Vamos acordar e aprender com Maquiavel, cuidado com os príncipes e porque não as princesas! Eles podem te seduzir, te enganar te manipular, te subverter e ainda assim manter aquele lindo sorriso de propaganda de pasta de dente e é tudo culpa da “virtú”, ou da falta de vergonha mesmo! Eu não sei se sinto falta do Romantismo ou solto fogos de artifício com esta banalização dos relacionamentos de hoje em dia. Quanto à decadência do romantismo é porque pelo menos a “safadeza oculta” e o fingimento hoje de hoje em dia nos permite se enganar cada vez menos e só se realmente quiser. Está tudo tão facinho, facinho! Que outro dia me contaram um dialogo típico masculino. “Cabaré? Para quê? É só juntar 5 reais e levar a periguete para tomar uma!”. Pois, é querida tome cuidado! Você pode tá sendo periguete e nem saber disso! Não se engane a coisa ta tão feia que ninguém se dá ao luxo de ao menos representar ser o príncipe, quanto mais encantado. E agora, depois de ler Maquiavel é praticamente impossível não associar o tal príncipe aos homens “safados” de hoje em dia! Aproveitando para abrir um parêntese, a globo como sempre só reproduz preconceito, hoje no tão “esquenta” a lindíssima Regiina Casé perguntou, “O homem precisa para ser safado?”, uma figurinha lá respondeu “Ser baiano!”, e ela e a Prega Gil ainda reforçam com trocadilhos chulos este preconceito. Não basta já o “Caetano e companhia” espalharem o estigma de baiano preguiçoso não? Poupem-me viu! Perdoem-me a indignação! Mas ninguém merece! 


Continuando, eu já cansei desta idéia de príncipe a muito tempo atrás. Primeiro porque, já repararam que contos de fadas nunca revelam o depois do “E foram felizes para sempre.”? E se você reparar bem é o que importa, pois, como seduzir, como beijar, como se comportar no primeiro encontro até o Google e revistinha de pré-adolescente ensina e homens de manual e discurso pronto só o Will Smith no filme “Witch-O Conselheiro amoroso”. Onde estão os homens/mulheres que sabem ser parceiros, companheiros e ficarem com você mesmo depois de conhecer teus defeitos e manias, sua família, te ver com cara amassada, te ver chorar ou sem maquiagem? Onde estão às pessoas que não precisam de “virtú”, mas tem virtude? Pode até parecer utopia mais eu espero que elas existam! 

E antes de encerrar eu queria entrar no outro motivo que a piadinha me instigou. “Mulheres querem poder comer sem engordar!” Claro seria ótimo, divino e fenomenal! Mas, não estaríamos outra vez projetando nossas carências e nos anulando, só que desta vez no brigadeiro de panela, no pote de sorvete, no prato de lasanha? (Melhor parar de falar de comida. Dá uma fome a esta hora da madrugada!). 

Pense bem! O que realmente precisamos? Será que sermos aceitas, respeitadas, amadas, valorizadas? Será que isso não deveria começar em nós? Às vezes um pouco da “virtú” não faz mal a ninguém, no sentido de refletir e pensar suas ações, olhar pro passado e não repetir os erros, aprender com os relacionamentos passados, saber de quem devemos ou não nos aproximar e confiar... E até a hora em que realmente o melhor remédio é aquele bom e velho amigo chamado “brigadeiro de panela”!




4 comentários:

  1. Cara Liu,

    O Homem/Mulher de verdade tem que ser aquele(a) que teme a Deus e que segue as instruções bíblicas sem fanatismo. É sabido que a Igreja é como uma escola, pois ela te ensina a ser uma pessoa melhor para o próximo e para si mesmo, além de contribuir para um mundo melhor.
    O Homem de verdade é tão raro quanto encontrar uma Mulher Virtuosa!
    Concordo com você que não é fácil encontrá-los e o valor da família nos dias atuais estão em decadência!
    Sugiro que acesse o meu blog, pois estou escrevendo reflexões que poderão ajudar as pessoas sínceras a resgatar o extinto papel da esposa e do esposo, praticamente inexistente nos dias atuais. O blog é direcionado para pessoas adultas e que deseja viver um relacionamento verdadeiro e estável. Abraços.
    O Blog é www.leandromouras.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Leandro . Bom receber seu comentário e perceber que ainda existem homens que primem por tais valores. Será um prazer visitar seu blog. Abraços.

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    3. Obrigado! Creio que todos devem lutar contra si mesmo para transcender suas fraquezas a fim de que se torne melhor para o próximo e para si mesmo!

      Excluir


Não deixe de comentar e participar dando sugestões, indicando receitas, etc.!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...