domingo, 20 de maio de 2012

Intensa



Gestos, palavras, verdades e sentidos.
Refém de verdade
Do silêncio incontido
Presa nos próprios passos
Escolhas, desejos e instinto

Sem mascaras, sem vaidade.
Dançando sempre com seu destino
A dança da liberdade
Cálices, afagos, sabores ilícitos.

Não há regras, não há dor
Sombras, receios e vícios
Só a essência do que sou
Sem fugas, medos, esconderijo

Não é loucura, é intensidade!
Viver é se lançar em um abismo
Se expondo a luz da verdade
Voando por mais fundo que seja o precipício.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Não deixe de comentar e participar dando sugestões, indicando receitas, etc.!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...