domingo, 9 de agosto de 2015

Feriados



Em dias como estes,
Sempre há lagrimas.
Sempre há dor.
Sempre há o vazio.
Em dias como estes,
Aproxima-se a solidão.
Me abraça a tristeza.
O barulho me sufoca.
Procuro o silêncio,
Não encontro razão.
Em dias como estes,
Tudo parece hipocrisia.
Trocas e palavras.
Bela ironia.
Fingir é mais fácil,
Neste dia banal.
Em dias como estes,
Só me dói às lembranças,
Não me resta à esperança,
As cicatrizes não fecham mais.
Em dias como este,
Lagrimas,
Choro,
Tristeza,
Nunca há paz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Não deixe de comentar e participar dando sugestões, indicando receitas, etc.!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...